domingo, 11 de abril de 2021

PLANO DE AULA - HERMENÊUTICA BÍBLICA

PLANO DE AULA

Por Roney Ricardo Cozzer


INSTITUIÇÃO: INSTITUTO TEOLÓGICO QUADRANGULAR (ITQ)

DISCIPLINA: HERMENÊUTICA BÍBLICA

DATA: 24 ABR. 2021


APRESENTAÇÃO PESSOAL

Evangelista na Assembleia de Deus (ES), autor, professor e palestrante na área da Teologia. Mestre em Teologia pelas Faculdades Batista do Paraná (FABAPAR), possui formação em Psicanálise pelo Centro Teológico e Psicanalítico do Espírito Santo (CETAPES), é licenciado em Pedagogia e História.

Contato: roneyricardoteologia@gmail.com

Canal no YouTube: Repensando meu Cristianismo

Blog Teologia & Vida

Grupo no WhatsApp Teologia & Vida (compartilhamento de conteúdos)


DEVOCIONAL


APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Sua posição na Teologia. 

Disciplinas correlatas (Exegese; Filologia Sacra; Homilética).

Sua importância e contribuição, na Academia e na Igreja.


INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS


Bibliografia Básica

BENTHO, Esdras Costa. Hermenêutica Fácil e Descomplicada. 3ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005.

COZZER, Roney Ricardo. Hermenêutica e Educação: uma proposta de formação educacional a partir da leitura popular da Bíblia. Joinville, SC: Editora Santorini, 2020.

FEE, Gordon D. STUART, Douglas. Entendes o que lês? Um guia para entender a Bíblia com auxílio da exegese e da hermenêutica. Trad.: Gordon Chown. Jonas Madureira. 3ª ed. rev. amp. São Paulo: Edições Vida Nova, 2011.

RICOEUR, Paul. A Hermenêutica Bíblica. Trad.: Paulo Meneses. São Paulo: Edições Loyola, 2006.


Bibliografia complementar

BEALE, G. K. O uso do Antigo Testamento no Novo Testamento e suas implicações hermenêuticas. Trad.: Marcus Throup. São Paulo: Vida Nova, 2014.

GEFFRÉ, Claude. Como fazer teologia hoje: hermenêutica teológica. Trad.: Benôni Lemos. São Paulo: Ed. Paulinas, 1989.

KEENER, Craig S. A hermenêutica do Espírito: lendo as Escrituras à luz do Pentecostes. Trad.: Daniel Hubert Kroker. São Paulo: Vida Nova, 2018.

OSBORNE, Grant. A espiral hermenêutica: uma nova abordagem à interpretação bíblica. Trad.: Daniel de Oliveira. Robinson N. Malkomes. Sueli da Silva Saraiva. São Paulo: Vida Nova, 2009.

SILVA, Moisés. KAISER Jr, Walter C. Introdução à Hermenêutica Bíblica: como ouvir a Palavra de Deus apesar dos ruídos de nossa época. Trad.: Paulo César Nunes dos Santos. Tarcízio José Freitas de Carvalho e Suzana Klassen. São Paulo: Editora Cultura Cristã, 2002.

BERKHOF, Louis. Princípios de interpretação bíblica: um estudo cuidadoso de um meio que o Espírito da verdade emprega para conduzir seu povo em toda a verdade. 4ª ed. rev. São Paulo:
Cultura Cristã, 2013.


EXPLICAÇÃO DA ATIVIDADE A SER REALIZADA EM SALA

Leitura de um breve texto e discussão em grupos (3 a 4 pessoas) e em seguida, apresentação dos resultados à classe. Cada grupo deverá escolher uma pessoa para ser a representante do grupo e falar aos demais colegas de classe.


1. DEFINIÇÕES INICIAIS

  1.1 Definição etimológica

  1.2 Definição teológica

  1.3 Definição filosófica

  1.4 Pressupostos fundamentais

    1.4.1 O autor (hagiógrafo)

Os distanciamentos. Aproximações são possíveis.


    1.4.2 O leitor contemporâneo

A importância do leitor. 

Contribuições de Paul Ricoeur. 

O círculo hermenêutico (H. Gadamer).


    1.4.3 O meio 

O texto bíblico como veículo da Revelação; suas especificidades.


2. SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS EM RELAÇÃO À EXEGESE BÍBLICA


3. JUSTIFICATIVA DA HERMENÊUTICA

"Analfabetismo bíblico-funcional" (COZZER).

Anacronismo bíblico.

O sitz im leben do texto bíblico como tópos substancialmente diferente do nosso.


4. OBJETIVOS DA HERMENÊUTICA

Elucidar o sentido do texto bíblico.

Oferecer princípios de interpretação bíblica.


5. TRABALHO EM GRUPO

Duração: meia hora.


6. PRINCÍPIOS DE INTERPRETAÇÃO BÍBLICA

Raiz etimológica

Usus loquendi

Gênero literário

Contexto da passagem

Lei do uso

O ambiente histórico-social

A Bíblia como "unidade"


7. A QUESTÃO DOS GÊNEROS LITERÁRIOS DA BÍBLIA

Definição de "gênero" a partir da Poética de Aristóteles.

A importância de se identificá-los.

Poesia (suas características).

Salmos (suas características).

Narrativa (suas características).

Evangelhos (suas características).

Apocalíptica judaica (suas características).


8. HEBRAÍSMOS

O que são os hebraísmos. 

Exemplos de hebraísmos.  

Exemplos de hebraísmos no texto grego do Novo Testamento.


9. AS FIGURAS DE LINGUAGEM DA BÍBLIA

O que são.

Sua presença na Bíblia.

A importância de se conhecê-las.

Exemplos de tipos de figuras de linguagem: hipérbole, eufemismo, metáfora, símile, onomatopeia e ironia.


10. O USO DO ANTIGO TESTAMENTO PELO NOVO

A questão da intertextualidade na Hermenêutica Bíblica.

Os três níveis de utilização do Antigo Testamento pelo novo: citações, alusões e ecos (G. K. BEALE).

Exemplo prático: Oséias 11.1 por Mateus 2.15: uma ressignificação?


11. O MÉTODO HISTÓRICO-GRAMATICAL

Um método sincrônico.

Valorização do gramma. 

Abertura ao sobrenaturalismo bíblico.


12. O MÉTODO HISTÓRICO-CRÍTICO

Um método diacrônico.

Crítica das fontes.

Crítica da redação (a teologia do autor).

Crítica das formas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EXEGESE BÍBLICA: PLANO DE ENSINO

PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Exegese bíblica PROFESSOR Me. Roney Cozzer Currículo Lattes e produção bibliográfica . BIBLIOGRAFIA WEGNER, Uwe....