domingo, 27 de setembro de 2020

QUE IMAGENS NUTRIMOS A RESPEITO DA IGREJA? | ESBOÇO DE SERMÃO

 


TEXTO BÍBLICO BASE

"Embora espere vê-lo em breve, escrevo-lhe estas coisas agora, para que, se eu demorar, você saiba como as pessoas devem se comportar na casa de Deus. Ela é a igreja do Deus vivo, coluna e alicerce da verdade" (1 Timóteo 3.14,15, Nova Versão Transformadora).

INTRODUÇÃO

Uma pergunta muito importante precisa ser feita, hoje, no atual contexto das igrejas evangélicas brasileiras: Como encaramos a Igreja do Senhor? A maneira como encaramos a Igreja pode ser influenciadora da forma como nos relacionamos com ela. Por isto é fundamental perguntarmos pela legitimidade desses modos de encarar a Ekklesia e, sobretudo, contrastá-los com as Escrituras. 

1. IMAGENS EQUIVOCADAS A RESPEITO DA IGREJA

Há imagens da igreja que alimentamos, mas que são incoerentes com o que as Escrituras ensinam a respeito da igreja. E deve-se lembrar ainda que muitas igrejas contribuem para alimentar essas imagens equivocadas. Consideremos a seguir algumas dessas imagens procurando compará-las (e superá-las) com o ensino bíblico a respeito da igreja.

1.1 Igreja como shopping center

Se dá quando a igreja local é encarada como uma espécie de fast food espiritual. Deus é visto como uma espécie de "garçom celestial", o púlpito cristão esvazia-se da Palavra e cede lugar a apelos e promessas de triunfo e vitória pessoal, os cristãos comportam-se como "clientes", pastores como "gestores e executivos eclesiásticos" e assim o senso de serviço cristão, comunidade de fé e amor ao próximo vai esvaindo-se...
A igreja do Senhor não é uma espécie de feira de bens materiais e espirituais. A Bíblia retrata a igreja como um espaço para a instrução mútua, por meio do ensino da Palavra, para a oração, ação de graças e para o serviço cristão. A leitura da igreja como uma espécie de shopping center não permite que o cristão se aproxime da comunidade de fé de uma forma altruísta, não utilitária.

1.2 Igreja como centro comunitário

Conquanto a ação social deva ser um elemento essencial a vida de uma igreja, ela é mais do que ação social. Ela tem uma missão kerigmática, ou para dizer noutros termos, soteriológica. Ela participa da ação redentora de Deus na história humana. Se uma igreja prioriza a ação social mas esquece de cuidar da evangelização, missão e da educação cristão, ela deixa de contemplar o ser humano em termos holísticos. Noutras palavras, ela precisa cuidar no sentido de comunicar o evangelho que seja integral, integral porque contempla o ser humano em sua totalidade, nas suas diversas dimensões existenciais: física, social, emocional e espiritual.

1.3 Igreja como empresa

Estou convencido de que uma igreja local até deve ser administrada como uma empresa, mas jamais confundida com uma empresa. Infelizmente, muitos cristãos e líderes eclesiásticos encaram a igreja desta forma. Em geral, as empresas tem como objetivo o lucro, ao passo que uma igreja deve ter como objetivo maior o cuidado com vidas. Ela pode se instalar numa região de periferia, que não promete nenhum tipo de retorno financeiro. A igreja investe em pessoas (formação humana) que por vezes nem permanecerão ali, mas contribuirão com o Reino. Noutras palavras, o que não seria viável a uma empresa, receberá investimento - inclusive financeiro - de uma igreja local. É neste sentido que se percebe que uma igreja local não é necessariamente uma empresa.

1.4 Igreja como teatro

Essa forma de encarar a igreja consiste em entendê-la como meio de entretenimento. Muitos cristãos vem tratando a igreja e se relacionando com ela como "o programa do final de semana", ou local de encontro social, onde podem rever amigos e familiares. Ou ainda: como o local onde poderão desfrutar de uma forma de espetáculo. Todavia, a igreja precisa ser pensada como comunidade de fé que se une num serviço coletivo comum. 
Participar de um culto não é o mesmo que participar de um espetáculo, ou de um tipo de apresentação religiosa. O culto a Deus deve ter objetivos bíblicos bem claros: adorar a Deus, anunciar o evangelho e instruir para o discipulado cristão. E nesses objetivos bíblicos, todos os membros da comunidade de fé local, com seus talentos, se unem para cumpri-los.

2. A IGREJA MISSIONAL À LUZ DAS ESCRITURAS

Após destacarmos algumas imagens equivocadas sobre a igreja, devemos mencionar que há uma maneira correta de olhar para a igreja. Encarar a igreja em termos missionais é uma forma correta de entender a natureza, organização e missão da igreja. A ideia de uma igreja missional implica em que a missão da igreja faz parte da sua própria natureza. Sua missão não é uma tarefa a parte, uma atividade em paralelo. Sua missão não pode simplesmente ser terceirizada com uma agência missionária ou organização parecida. A missão é parte da própria vida da igreja. Não é tanto o que fazemos, é quem somos!

CONCLUSÃO

Mesmo denominações históricas tem cedido seus púlpitos para a propagação de teologias ameaçadoras à saúde e  identidade da igreja do Senhor. A teologia da prosperidade e da confissão positiva; a teologia do triunfalismo religioso bem como a teologia da vingança que se instalaram em nossos discursos contribuem diretamente para a construção das imagens equivocadas da igreja aqui mencionadas e de outras não citadas, aqui. É preciso retornar ao ensino da Palavra de Deus a fim de entendermos que a igreja é coluna e firmeza da verdade, uma comunidade de pessoas redimidas que se dispõem a servir a Deus e ao próximo, pautados sobretudo pelo amor.


REFERÊNCIA

GOHEEN, Michael W. A Igreja missional na Bíblia: luz para as nações. Trad.: Ingrid Neufeld de Lima. São Paulo: Vida Nova, 2014.

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

CRÍTICO OU PROFETA?

 


Me lembro de modo muito vívido do conselho daquele amigo, teólogo e pastor, no sentido de que eu não deveria ser um crítico, mas um profeta, afinal, o crítico ninguém ouve, mas o profeta sim. Este conselho caiu fundo no meu coração. De fato, o profeta denuncia o erro e comunica a vontade do Senhor para o seu povo. Confesso que por vezes fui muito ácido em minha reflexão teológica, mas conselhos como este me fizeram repensar minha abordagem. Continuo entendendo, contudo, que as convicções que tenho comunicado são bíblicas e correspondem ao ensino de Jesus e que o atual movimento de igrejas evangélicas muito se afastou desse ensino. Mas também continuo acreditando que existem muitas igrejas e líderes que são sérios e comprometidos com o Reino de Deus.

As convicções básicas que carrego ao longo de décadas em torno do evangelho e que regem minhas aulas, palestras, pregações, vídeos, textos, livros e minha relação com a instituição eclesial levam alguns a me encararem como "profeta", e outros, apenas como mais um crítico (no sentido vulgar do termo "crítico", já que a palavra "crítica" no contexto acadêmico possui um sentido fundamental).  

Nesta breve reflexão, compartilho com você, que me lê, algumas dessas convicções, que apontam para a maneira como encaro o evangelho e o papel da Igreja:

1. Entendo que a liderança cristã precisa ser servidora, não déspota, tirana, que aparelha a igreja local para atender a seus interesses particulares e aos de sua família;

2. Acredito que precisamos inaugurar menos templos e menos catedrais; precisamos sim de mais casas de acolhimento, projetos sociais, novos campos missionários, casas de recuperação para dependentes químicos e precisamos desenvolver mais projetos educacionais cristãos;

3. Creio que o fracasso moral das pessoas não deve ser maximizado em nossas igrejas; isto nada tem que ver com "encobrir o erro"; tem a ver sim com ética, decência e humanidade no trato com aqueles que tropeçaram; a exposição - e consequente exclusão - fere e não traz as pessoas para mais próximo de Deus;

4. Acredito que a pregação, mormente a pentecostal, perdeu seu viés evangélico, cristocêntrico e bíblico, tendo reduzido-se a meros discursos moralistas, de autoafirmações religiosas e carregados de emocionalismo e de arrogância; creio que em lugar desse lixo que é despejado de nossos púlpitos, hoje, precisamos de pregadores que abram a Bíblia e a compartilhem com o povo, sem fazer juízo das pessoas; quem muda o homem, em sua integralidade, é o Espírito Santo; ao despenseiro, cabe apenas comunicar a mensagem que transforma;

5. Estou convencido de que nossos cultos, reuniões convencionais e de obreiros, vigílias e outros eventos tornaram-se ocos, vazios de sentido e de coerência, e foram reduzidos a entretenimento religioso, encontro social, espaços para a exibição humana e em reuniões burocrático-religiosas; em vez disso, precisamos resgatar a liturgia simples, mas carregada de louvores que nos elevam a Deus, ofereçam ensino bíblico, pregação cristocêntrica e promovam a oração de fato;

6. Entendo que as "discussões teológicas" em nossas igrejas, especialmente aquelas produzidas por evangélicos nas redes sociais, são absolutamente inúteis e idiotizantes. Não levam a nada, não produzem nada e na maioria das vezes só refletem egos inchados buscando afirmarem-se; estou convencido de que em lugar disso precisamos pensar uma Teologia que seja prática, que aborde temas que toquem a realidade concreta das pessoas, sem recuar teoricamente;

7. Estou convencido de que nós, evangélicos, empobrecemos muito as nossas relações interpessoais; as limitamos à nossa própria denominação e igreja local; "amamos" as pessoas sob determinadas condições e em geral, do que vi nas diversas igrejas pelas quais passei, essas relações também são utilitárias: amamos porque a pessoa pensa como nós, se veste como nós, frequenta a mesma igreja que nós e sempre concorda conosco; quando esses mecanismos falham, as relações minguam; em lugar disso, precisamos amar como Jesus amou: Ele amou as pessoas antes que elas pudessem oferecer qualquer coisa a Ele;

8. Acredito que a identidade de uma instituição eclesial, como a da minha denominação, a Assembleia de Deus, deve passar não apenas pelos usos e costumes que ela pratica, mas sim pela ética bíblica, pelo comprometimento com a Palavra de Deus refletido na vida, pelas ações sociais que promove e pela lisura das suas ações;

9. Acredito que o evangelho deve ser comunicado de graça; creio que pregadores devem ser despenseiros, não animadores de auditórios; teólogos devem ser vozes proféticas e não gente arrogante que se acha detentora última do saber; cantores devem ser adoradores antes de serem profissionais e ministros devem ser servos e não gente preocupada em subir degraus...

10. Para finalizar, entendo que o dízimo perdeu sua epistemologia bíblica: deixou de ser, para muitos líderes e liderados evangélicos, uma prática de gratidão, amor e de contribuição para com a comunidade de fé, e se tornou uma indústria financeira religiosa, utilizada para medir quem dá e quem não dá e como meio de troca financeira com Deus (como se isso fosse possível).

Esta lista pode ser maior, é claro, mas ela já é suficiente para você avaliar se ela me coloca como crítico ou profeta por expô-la, ensiná-la e escrevê-la. E aí? Profeta ou apenas um crítico?

Roney Cozzer

domingo, 6 de setembro de 2020

PRODUÇÃO TÉCNICA

 VIDEOAULAS

__________________________

PELA SANTORINI EDUCACIONAL

COZZER, Roney R. A importância e a necessidade da Teologia. Aula on-line aberta pela Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia. videoaula 01. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia. videoaula 02. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia. videoaula 03. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia. videoaula 04. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia. videoaula 05. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento. videoaula 01. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento. videoaula 02. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento. videoaula 03. Santorini Educacional. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Desenvolvimento ministerial. videoaula 01. Santorini Educacional. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=4Zky0L26Un0>

§  COZZER, Roney R. Desenvolvimento ministerial. videoaula 02. Santorini Educacional. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=EDc1IRzojog>

§  COZZER, Roney R. Desenvolvimento ministerial. videoaula 03. Santorini Educacional. Disponível em:  <https://www.youtube.com/watch?v=35B9Ia5qcg8>

§  COZZER, Roney R. Desenvolvimento ministerial. videoaula 04. Santorini Educacional. Disponível em:  <https://www.youtube.com/watch?v=7rOMD-6UalQ>

§  COZZER, Roney R. Desenvolvimento ministerial. videoaula 05. Santorini Educacional. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=S-2lbtD1Tqg>

§  COZZER, Roney R. Desenvolvimento ministerial. videoaula 06. Santorini Educacional. Disponível em:  <https://www.youtube.com/watch?v=TdXpXcwD1dQ>

§  COZZER, Roney R. Desenvolvimento ministerial. videoaula 07. Santorini Educacional. Disponível em:  <https://www.youtube.com/watch?v=gHIqbcm4mfc>



PELA FACULDADE FABRA

COZZER, Roney R. Gêneros literários da Bíblia. Aula on-line aberta pela Faculdade FABRA. Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução e Panorama do Antigo Testamento - videoaula 01. Faculdade FABRA (material didático para Curso de Bacharelado em Teologia). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução e Panorama do Antigo Testamento - videoaula 02. Faculdade FABRA (material didático para Curso de Bacharelado em Teologia). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução e Panorama do Antigo Testamento - videoaula 03. Faculdade FABRA (material didático para Curso de Bacharelado em Teologia). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução e panorama do Novo Testamento: questões introdutórias. Faculdade FABRA (material didático para Curso de Bacharelado em Teologia). Clique aqui para assistir.


PELO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO CRISTÃ CRER & SER

COZZER, Roney R. Bibliologia - videoaula 1. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia - videoaula 2. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia - videoaula 3. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia - videoaula 4. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Bibliologia - videoaula 5. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento - videoaula 1. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento - videoaula 2. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento - videoaula 3. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento - videoaula 4. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Antigo Testamento - videoaula 5. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Novo Testamento - videoaula 1. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Novo Testamento - videoaula 2. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Novo Testamento - videoaula 3. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Novo Testamento - videoaula 4. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Introdução ao Novo Testamento - videoaula 5. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Hermenêutica - videoaula 1. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Hermenêutica - videoaula 2. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Hermenêutica - videoaula 3. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Hermenêutica - videoaula 4. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Hermenêutica - videoaula 5. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Homilética - videoaula 1. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Homilética - videoaula 2. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Homilética - videoaula 3. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Homilética - videoaula 4. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Homilética - videoaula 5. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (material didático para curso livre de Teologia na modalidade EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Liderança Cristã - videoaula 1. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (videoaula para curso livre de Teologia na modalidade presencial e EAD). Clique aqui para assistir.

COZZER, Roney R. Liderança Cristã - videoaula 2. Cariacica, ES: Instituto de Educação Cristã CRER & SER (videoaula para curso livre de Teologia na modalidade presencial e EAD). Clique aqui para assistir.

EXEGESE BÍBLICA: PLANO DE ENSINO

PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Exegese bíblica PROFESSOR Me. Roney Cozzer Currículo Lattes e produção bibliográfica . BIBLIOGRAFIA WEGNER, Uwe....