sábado, 25 de fevereiro de 2023

Sobre sonhos e consistência

 


    Sim, com 1,75 mt de altura, eu preciso de uma escada para acessar a última prateleira da minha estante de livros (risos). Devo ter, atualmente, entre 600 e 700 títulos. Minha biblioteca particular é grande e pequena, simultaneamente. É pequena perto de bibliotecas como a de um professor que tive no mestrado. Ele comentou com a turma, numa das aulas, que tinha, em sua casa, 20 mil títulos distribuídos num espaço de 80 m2. Surreal! Mas minha biblioteca também é grande quando pensamos que a maioria esmagadora da nossa população não possui sequer uma estante de livros.

    Foi há uns 15 anos, aproximadamente, quando eu comentei com minha esposa, Dorinha, que gostaria de ter mais livros dos que os que eu tinha naquela ocasião. Eu guardava - com muito carinho - meus poucos livros numa pequena sapateira. A condição financeira me limitava muito para adquirir novos títulos, cujas capas eu "saboreava" à distância. Todavia, sempre que eu podia, comprava mais um... E assim a sapateira evoluiu até chegar no que você pode ver, na imagem acima.

    Passados todos esses anos, e tendo realizado esse sonho de ter uma biblioteca particular (um dentre outros sonhos que pude conquistar), aprendi algo sobre cultivar sonhos, que aqui compartilho com você, em forma de lista:

  1. Sim, Deus realiza nossos sonhos, mas em geral, Ele condiciona essa realização à nossa participação. Ele não nos dá tudo pronto, como que num toque de mágica. Jesus realizou a pesca miraculosa, mas Pedro lançou a rede; Jesus ressuscitou a Lázaro, mas homens retiraram a Pedra; o Jordão foi aberto por Deus, mas os sacerdotes precisaram pisar a margem do rio... Estude, se qualifique, levante cedo, conheça pessoas estratégicas, invista tempo em adquirir conhecimento. Se você deseja realizar seus sonhos e gasta mais tempo com Big Brother Brasil do que com leitura e escuta de conteúdos relevantes, das duas, uma: ou você desiste do Big Brother, ou você desiste do seu sonho;
  2. Sonhos são para serem sonhados acordados, não no mundo da fantasia. Cabeça nas nuvens, mas os pés fincados na realidade. Alcançar um sonho é uma tarefa essencialmente racional. É emocional sim, mas não apenas. Envolve escolhas, sacrifícios, movimentos estratégicos, investimento, e tudo isso requer pensar, racionalidade, prudência;
  3. Sonhos sem consistência reduzem-se a fantasias... Sendo tangível, seu sonho deve ser perseguido. Há pessoas que sonham em visitar o planeta Marte. Tudo bem. Elas são livres para sonhar isso. Eu prefiro sonhar em visitar a Europa, algo que nunca pude fazer, mas que, com planejamento e organização financeira, poderá, em algum momento, ser feito por mim; 
  4. Sonhos sem consistência reduzem-se a frustrações. Por consistência, aqui, entenda-se perseverança, continuidade, resiliência. Alcançar um sonho significa ir adiante mesmo face à impossibilidades; significa prosseguir mesmo com nenhum recurso ou com poucos recursos; significa acreditar quando a maioria não acredita; significa continuar batendo em portas depois de muitos "Nãos". 
    Precisamos entender que a realização de um sonho envolve ação de nossa parte. Implicar usar os recursos que tenho hoje para alcançar recursos maiores amanhã. Implica aceitar a condição atual, mas usar o que ela me oferece para construir uma plataforma que vai me levar à condição em que desejo estar.
 Espero que estes quatro princípios e o meu depoimento possam, de algum modo, lhe auxiliar em sua jornada, na busca pela realização dos seus sonhos. E ainda: que a realização dos seus sonhos seja sempre o transbordar de dádivas que alcancem outras pessoas, beneficiando-as também.

    Deus o/a abençoe!


o sonhador...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mapa Mental: Prática Pedagógica no ensino de História

Por  Roney Cozzer www.teologiavida.com Sou um entusiasta dos Mapas Mentais. Eles são muito úteis no sentido de propiciar uma visão panorâmic...